Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

isto também é amor...

Através da minha arte, dos meus pensamentos, das minhas opiniões e sugestões, vou aqui provar que existem várias formas de amar e todas elas são válidas...

como é que eu faço as minhas ilustrações?

Hoje vou dar-vos a conhecer um pouco mais sobre mim, até porque, o aparecimento deste blog não só surgiu para eu mostrar um pouco da minha modesta arte, como também para falar sobre mim, partilhar opiniões e pensamentos e claro, simplesmente desabafar. E hoje, resolvi então partilhar com vocês, o modo como eu faço essas ilustrações de (muito) amor, que eu tenho partilhado aqui pelas minhas redes sociais, ao longo desses últimos dias.

 

Há já há alguns anos que eu gosto de fazer trabalhos como os que eu tenho aqui apresentado, e desde já partilho com vocês a existência de um outro blog que eu tinha há uns anos atrás e que se chamava My Arte. Nesse blog, eu publicava alguns dos projetos que eu fazia e claro, na altura, todos eles eram feitos com a preciosa ajuda do rato. Sem ele, nada daquilo que eu fazia era possível. No entanto, quando tomei conhecimento de umas mesas digitalizadoras, onde com uma simples caneta, eu podia desenhar algo e de imediato o que eu tinha feito surgia na tela do monitor, eu fiquei logo fascinado e tratei logo de arranjar uma dessas mesas. A escolha recaiu sobre uma Intuos da Wacom, e já a tenho comigo há mais de um ano. Mas apesar de já a ter há imenso tempo, só há pouquíssimos meses, é que resolvi tirá-la da caixa e dar-lhe o seu devido valor.

 

No inicio confesso que foi complicado adaptar-me a ela. Estava tão habituado ao rato, que volta e meia, mesmo tendo a caneta na mão, já estava eu agarrado ao meu precioso rato. Mas isso foi no inicio. Agora, apenas utilizando a caneta da Intuos, eu já faço tudo aquilo que fazia com o rato e as ilustrações apresentadas neste blog, são feitas exclusivamente, utilizando a caneta. Mas vou agora partilhar com vocês, o primeiríssimo trabalho que fiz, utilizando apenas a caneta e a mesa digitalizadora.

 

Woman-with-fresh-skin.jpg

 

É claro que com o tempo fui praticando ainda mais e conseguindo melhores resultados e por isso, usando essa mesa, que para mim já está a ser pequena e eu já ando de olho numa outra maior, vou continuar a partilhar com vocês a minha arte, não só dando um grande destaque aquilo que eu considero que também é amor, como também apresentando outros temas.

 

E agora que já sabem um pouco como é que eu trabalho, vão continuar por aí a seguir os meus trabalhos? Eu espero que sim...

2 comentários

Comentar post